Header Ads

test

Prefeita Iraneide reúne auxiliares e pede empenho na melhoria dos índices sociais


Durante o encontro aconteceu a apresentação das ações para a busca da certificação do Selo UNICEF 2017.

A prefeita Iraneide Rebouças e o vice João Paulo Borja participaram na manhã desta quarta-feira (23), no Hotel Costa Atlântico, da reunião de apresentação das ações para a busca da certificação do Selo UNICEF 2017 e melhorias dos índices sociais, com participação dos Conselhos Municipais. Na ocasião, o secretário municipal de Assistência Social, Francisco Jânio e a presidente Conselho de Assistência Social, Izabel Alexandria, falaram dos desafios e compromissos pela luta dos direitos das crianças e adolescentes. Jânio ainda apresentou a equipe que participará ativamente deste processo, tendo o COMDCA, através de sua presidente Katilliany Souza, Jakeson Marley Souza, ouvidor geral do município, que atuará como articulador, e Josiel Melo, orientador social no CRAS, que atuará como mobilizador.
“Agradeço a todos que estão juntos comigo nessa missão, nessa causa nobre, todos juntos na construção de uma Areia Branca melhor, mais que um desafio, é uma necessidade, nós temos que trabalhar por nossas crianças e adolescentes, não é apenas por um selo, mas por uma forma de zelar com empenho, carinho e torná-los adultos do bem e de bom caráter”, enfatizou a prefeita Iraneide.

O Selo UNICEF – é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular os municípios a implementar políticas públicas de redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A metodologia do Selo inclui Ações Estratégicas (o que os municípios precisam realizar) e Indicadores de Impacto Social (os resultados que os municípios precisam melhorar) relacionados aos direitos à saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes.

Os maiores beneficiados são, sem dúvida, as crianças e adolescentes, que passam a contar com políticas públicas de qualidade voltadas para a garantia de seus direitos. Também ganham as famílias e a comunidade porque, para ganhar o Selo, a gestão municipal deverá promover intensa mobilização, participação e engajamento social.

















Fonte: ASSSCOMPMAB
Fotos: Evandson Bernardo