Header Ads

test

Iraneide Rebouças e João Paulo Borja vencem as três ações eleitorais movidas pelo grupo adversário


A juíza da 32ª Zona Eleitoral de Areia Branca/RN, Uefla Fernanda Duarte Fernandes, julgou improcedentes as ações eleitorais movidas pela coligação “Vitória do Povo” e o candidato derrotado nas urnas conhecido por Toninho Cunha. Os processos tiveram como alvo Iraneide Rebouças e João Paulo Borja, respectivamente, prefeita e vice-prefeito eleitos na cidade de Areia Branca com a maioria dos votos válidos.

A sentença foi publicada na edição desta quarta-feira, 13, do Diário da Justiça Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral – TER, já disponível eletronicamente, e representa mais uma derrota para o grupo político ligado ao deputado estadual Souza, coligação que ao ser derrotada nas últimas eleições, tentava ganhar no tapetão, mais uma vez sem sucesso.

As três ações julgadas improcedentes pela Justiça Eleitoral traziam alegações de uso da máquina pública para fins eleitorais, o que configuraria abuso de poder econômico, uso de servidores públicos na campanha e ainda a suposta omissão de despesas eleitorais. A juíza entendeu que não havia provas para nenhuma das acusações, absolvendo Iraneide Rebouças e João Paulo Borja nas três ações.

A prefeita Iraneide e o vice João Paulo Borja comemoraram a decisão da Justiça. “Obrigada Senhor por mais uma vitória!!! Deus é fiel sempre!!! Nossa campanha foi feita dentro da legalidade e a prova disso é o reconhecimento da Justiça, que julgou improcedentes essas ações. Nós vencemos pelo desejo do povo de mudança e Areia Branca já percebe que eu e João Paulo caminhamos juntos para fazer a diferença, tirar Areia Branca do atraso administrativo e social e oferecer mais oportunidades”, declarou Iraneide.